“Se o ensino da matemática, nos cursos básicos, fosse feito, como realmente deveria ser, com vivo interesse, clareza e simplicidade, essa fabulosa ciência exerceria sobre todos os homens estranha e desmedida fascinação.” Rey Pastor (1898 – 1961)

Números, coisas, pessoas, lugares, todos únicos, exclusivos e, por isso mesmo, os mais cobiçados. As pessoas buscando completar o par. Os mais lindos são os destemidos e diferentes lançando-se na busca do novo, depois recomeça tudo outra vez.

 O Universo de Stephen Hawking

“Stephen William Hawking, CH, CBE, FRS, FRSA (Oxford, 8 de janeiro de 1942) é um físico 
teórico e cosmólogo britânico e um dos mais consagrados cientistas da atualidade. Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano de matemática na Universidade de Cambridge (posto que foi ocupado por Isaac Newton). Depois de atingir a idade limite para o cargo, tornou-se professor lucasiano emérito daquela universidade.” 

Inclusão social?  Não gosto desta expressão, porque pretende uma coisa que é ridícula, incluir o que já está. 
Aquele jogo de futebol, por exemplo, onde o aparentemente mais fraco é deixado de lado. E, num belo dia, resolvem dar uma chance pro cara. Absurdo dizer que agora vamos incluí-lo socialmente. Como assim cara pálida? Estas pessoas sempre estiveram no mundo, só não viu quem não quis olhar. Sempre foram seres sociais, apesar de esquecidos ou escondidos. 
Trata-se de obter visibilidade social para quem faz parte do planeta e não é respeitado como ser humano. Os diferentes que são normais e acima de tudo iguais.

 

Meu Pé Esquerdo - 1989

A natureza prova diariamente que o universo é ímpar. Não existe absolutamente nada na natureza que seja duplicado ou simetricamente igual. Por esta razão o mundo é tão perfeito! Pares completam, são cúmplices, mas o ímpar é mais belo.

Quando me apaixonei pela matemática, estava em busca da racionalidade, de explicações para coisas que eu não entendia. Então, conheci uma professora de matemática (particular), que mudou minha vida! Através da exatidão, do raciocínio e dos conceitos matemáticos e físicos, enxerguei a maravilha da criação. 

Esta pessoa, além de excelente com os números, é um ser humano maravilhoso. Cada aula dela, eu sorvia com muito interesse e me divertia horrores. Quando ela não conseguia passar o conceito matemático, para alguém, apelava pra imagem, que não permite dúvidas. Certa vez, o aluno não conseguia entender a parábola e, muito menos, encontrar o vértice. Ela deitou-se no chão, as pernas levantadas em “V” e explicou: “Minhas pernas são a parábola e o vértice é o cu!”

Então, concluo que Deus inventou a matemática e a física, os homens apenas identificaram e decifraram o mistério.

 A existência de Deus - Albert Einstein

Outra pessoa, que me ensinou os caminhos de Deus na matemática do planeta, foi Malba Tahan. Um professor e matemático carioca que resolveu adotar este pseudônimo para escrever, buscando interessar e cativar os leitores, através da ambientação exótica do oriente. O primeiro livro eu descobri com meu pai, que tinha a coleção inteira! 

Cada paisagem, pessoa, animal, mineral é único e especial. Como aquele vestido sob medida do costureiro mais famoso, por isto é tão caro!

Imaginar um lugar com aparência simétrica é desconcertante, monótono e aborrecido. Pessoas também, porque nada mais desinteressante do que duplos, unanimidade, coisas em série. Isto, quem inventou foi o homem. Até os clones são diferentes, mesmo que seja um pequeno detalhe. 

O filósofo e matemático francês, Charles Laisant (1841 – 1920) diz: A Matemática é o mais maravilhoso instrumento criado pelo gênio do homem. para a descoberta da Verdade. 

Finalmente, para aquela frase referindo-se ao casal como duas metades da laranja, eu respondo que assim se faz meio copo de suco. Prefiro, no mínimo, duas laranjas inteiras, o suco é mais abundante.

FÁBIO JR - Alma gêmea (eu gosto do cantor e da música. Só não concordo com as metades).

9 Responses so far.

  1. Olá amiga sexo, muito bom o teu post.
    Um grande abraço. Tenha uma boa noite.

  2. Renata says:

    Oie tudo ben? Texto mto bom, vc expressou de maneira clara e objetiva todos as suas opiniões. Mto bacana!Gostei de ler!
    Venha fazer uma visitinha
    http://uaimeu10.blogspot.com/
    Abraços
    Renata

  3. As aulas particulares são para uns 10 alunos, cada um de uma série diferente, tudo ao mesmo tempo! A professora continua distribuindo conhecimento e ensinando a raciocinar.

  4. Anônimo says:

    Este é um sonho meu, as pessoas entenderem isto que postaste. Vejo também, que a maioria dos equívocos de comportamento e relacionamento, seria minimizada, com o simples uso da matemática. Também sou fã do HOMEM QUE CALCULAVA. Stephen W.Hawking.era o ídolo do pai. Lembras daquele episodio que o oxigênio estava muito alto e ele começou a viajar, ai pediu papel e começou a desenvolver uns cálculos para achar o BURACO NEGRO no espaço..hehe. As teorias que saíram da chapação, até tinham fundamento, ai, o desmancha-prazer do Scooby viu ele DOIDÃO e diminuiu o oxigênio. Ele ficou puto, lembra?? Sobre a forma que aplicam INCLUSAO SOCIAL¨,tu não poderia ser mais explícita, muito bom. Mas, o uso é oriundo daquele povo que diz que o estuário do Guaíba é um LAGO e outras tantas coisas que mais parece o querido IBRAHIM SUED falando. Quanto à metade da laranja, concordo com duas por uma questão de quantidade, mas quanto à metáfora, quem comer uma laranja no pé vai ver que a metade superior é mais aguada e a inferior é mais doce, ao juntá-las dá o equilíbrio.

  5. Lembro! Por acaso, você colocou fora as anotações de teu pai?
    Para as metades, eu respondo: É UMA laranja inteira, porque nós sabemos que a parte mais doce está abaixo da linha da cintura. Não é, meu caro Watson? bjbj

  6. Magda Frey says:

    Adorei!! Até porque a professora é minha vizinha no trabalho e ainda escuto alguns gritos pela ventilação do banheiro. Sempre que encontro alunos no elevador e pergunto o que eles acham dela, a resposta é sempre a mesma, "ela é muito legal". Beijos,

  7. eu contei pra ela do post. ela me ensinou muito mais do que matemática, me ensinou a ser uma pessoa melhor! Como não amá-la? beijos

  8. Nossa... adorei seu texto e todas as ideias de que ele trata. Sabe, assisti todo o documentário sobre o físico Stephen Hawking. Muito, mas muito interessante. Tantas ideias, tantas coisas, cada uma delas podendo ser associadas com a nossa vida, quer dizer, falam da vida, mas parecem que são ainda mais profundas, como metáforas. Se a gente parar bem pra pensar, cada uma delas vc relaciona com outra coisa e mais outra, e assim vai...
    Não dá pra comentar tudo, mas gostei mto. Obrigada por trazer isso até mim... rss. Foi ímpar!
    Beijos,
    Marie
    http://amoreoutrosdelirios.blogspot.com

  9. Oi, Marie!

    Obrigada!
    Eu vou juntando os "links" do que passa pela minha cabeça, através dos anos! Chamo isto de pensar confusaMente.
    Um dia, algumas coisas se encaixam e outras ficam lá, na "caixa"...
    beijos

Leave a Reply

Prazer em conhecer!