Eu adoro esta palavra: Enjoy! 
Acredito que cabem tantas sensações boas dentro dela que ultrapassam o significado literal.


Ice Cream - Sarah McLachlan

Esta música também me remete somente às coisas boas, ao prazer dos encontros e às delícias de descobrir o relacionamento amoroso.

Existiram mágoas e frustrações? Claro que sim!
Mas, acima de tudo, sobra muita alegria; muitas revelações a respeito de sentimentos, de relacionamentos e um constante aprendizado.



Não existe outra maneira de "entender" o amor! 
Você só consegue absorver e compreender o outro quando divide, acrescenta e multiplica as experiências compartilhadas.
Quanto ao verbo diminuir, nesta louca equação que é a vida, lembre-se de subtrair os preconceitos, o egoísmo e a indiferença.

Como sou uma otimista e acredito que sempre podemos aprender, costumo relembrar emoções e momentos que me deram prazer e contentamento para me fortalecer, quando estou muito triste. 
Algumas vezes, tenho um insight e cai a ficha de alguma coisa que eu nem havia percebido, até então.
Como um filme que você assiste de novo e visualiza detalhes não percebidos da primeira vez.

Uma ótima opção é recordar através da música. 
Assisti o documentário Alive Inside, que mostra o quão importante é a música. 
Segundo os especialistas, neste documentário, a parte do cérebro que armazena a música é a última a se deteriorar, com o avanço de doenças cerebrais.
As cenas são emocionantes, mostrando pessoas com demência ou Alzheimer, parecendo "desligadas" do mundo, que em um estalo voltam a sorrir, a lembrar, a cantar. 
Incrível, porque parece que elas voltam a se conectar com a vida e o mundo!


Alive Inside - Henry


Como adoro navegar sem rumo pela internet afora, vou clicando em links de músicas e viajo, literalmente, no tempo!
Consigo reviver emoções, lembrar de cheiros e sentir novamente aquela atmosfera de uma festa, de um lugar e da forma como aquilo me "tocou"!
Literalmente um teletransporte que me faz lembrar da música Teletema, cantada pela Evinha.


Teletema

E, em um segundo, voo com a Minnie Riperton rumo à outra dimensão. 
Reencontrando sentimentos que pareciam esquecidos e que me emocionam, mais uma vez.


Loving You

Vez ou outra, eu me lembro das memoráveis aulas de história, quando o professor incrível nos ensinava a respeito da vida e do mundo.
Durante a aula, escutávamos a Sinfonia n. 5 (Beethoven) "Il Destino bussa alla porta" para aprender sobre a Guerra!

Nunca esqueci desta matéria e comecei a ver a história com um olhar diferente.
Afinal, só conseguimos assimilar o presente se soubermos enxergar o passado e perceber como nós chegamos até aqui. 
Principalmente, os sentimentos relacionados ao amor.
É tudo muito sutil e depende de como você se relaciona com o mundo em geral.

Se não houver empatia e respeito, não haverá a conexão indispensável para que o amor floresça.

Por este motivo, eu sempre procuro espantar os fantasmas, esquecer das mágoas e levar comigo o que houver de bom!
Não tenho vocação para arrastar correntes.
Adoro aquela frase: - Sai da frente, que atrás vem gente!

Vamos aproveitar!

Leave a Reply

Prazer em conhecer!