O sexo é bem diferente para homens e mulheres. Isto, todos nós sabemos! Mas, é claro, tenho algumas teorias a respeito desta diversidade.
Os homens pensam em sexo milhares de vezes ao dia, semanalmente, mensalmente ou cada vez que passa uma bunda, um par de peitos, uma saia apertada... É o que basta para acender os “botões” masculinos.
Já as mulheres podem ficar semanas sem nem lembrar de que sexo existe.

Acho que, um dos motivos para este comportamento tão distinto, remonta ao início dos tempos, a época das cavernas. Os homens saíam para caçar, lançando-se em aventuras de muita adrenalina e nenhum tédio.
Às mulheres restava cuidar de todo resto: organizar a caverna, educar as crianças, cozinhar... E, além disto, manter o clima na tribo, em uma época de tanta disputa.
Para completar, os homens voltavam, precisando de alguém que tratasse suas feridas, que os consolasse ou mesmo para trepar e extravasar tantas emoções. Sem importar se a mulher estava disposta ou não!

Imagem: Bastarzil.

Por esta razão, nós mulheres ficamos condicionadas a organizar, limpar, educar os filhos, administrar as emoções de nossos mundinhos e, só então, lembramos de sexo.

Outro motivo, talvez o mais importante, são os hormônios que nos habitam Os hormônios das mulheres costumam, pelo menos uma vez ao mês, reunirem-se todos para “atacar” e sapatear sobre nosso cérebro! Não há criatura no mundo que consiga evitar o surto, em uma situação como esta. Sexo, nestas horas, nem pensar!

Acredito que está na hora de prestarmos mais atenção ao assunto. A sexualidade pode ser cultivada, explorada e treinada... Assim como andar de bicicleta, o sexo fica melhor com a prática. São pequenos detalhes e alguns hábitos muito úteis. Podemos e devemos tomar as rédeas de nosso prazer. O resultado será incrivelmente satisfatório!

Imagem: Google.

Leave a Reply

Prazer em conhecer!