“Inicialmente, descrito como o ar que preenchia o espaço 
entre o Éter e a Terra, mais tarde passou a ser visto como a 
mistura primordial dos elementos. Seu nome deriva do verbo 
grego χαίνω, que significa: separar, ser amplo, significando 
o espaço vazio primordial”.
“O poeta romano Ovídio foi o primeiro a atribuir a noção de
desordem e confusão à divindade Caos”. Fonte; Wikipedia.

Eu acho que a resposta, pra quase tudo na vida, está no caos

Este ano, 2012, vivenciei uma situação caótica e, depois de
gramar, chorar e rir muito, eu tive um insight maravilhoso, no meio da maior confusão mental.
O que mais me ajudou foi assistir a um filme do Woody
Allen, chamado Tudo pode dar certo. E não é que dá mesmo! 


O mundo é resultado de uma explosão aleatória de onde
surgiram os planetas, as estrelas, os animais, as plantas, a terra, nossa amada mãe, e tudo mais que existe. O nascimento do nosso planeta é resultado de uma chance única, criando um sistema perfeito e inacreditável, lindo e povoado de criaturas tão fantásticas.



De um momento caótico surgiu o Universo, grandioso,
excepcional e sempre surpreendente do qual fazemos parte (por algum tempo, bem curto).

Sob a unificação das leis da física na Teoria M o universo é uma criação espontânea, motivo na qual suporta a proposta de Hawking...” Eu adoro este cara, o tal do Hawking!

A famosa teoria do big-bang tentando explicar como tudo começou e tantas outras opções pra resposta + correta.

Através do caos e desordem podemos enxergar a solução
dos entraves humanos. A grande questão, no entanto, é que precisamos de conhecimento, cultura e distanciamento pra vermos o que é necessário. São prerrogativas essenciais, ou continuaremos cegos para todas as coisas que nos afligem.

video


Nos conflitos humanos, diante do enfrentamento por terras,
diferenças religiosas etc; fica clara esta confusão que é diretamente proporcional ao embotamento mental. Todos os líderes que ousaram abrir os horizontes do povo, armado pra luta sangrenta, foram combatidos de forma arrebatadora. 





Alguns casos terminaram na morte de quem ousou 

A tristeza disto é que a solução destas guerras está,
justamente, neste novo olhar, procurando ceder de forma inteligente pra chegar ao um final que é melhor para todos. O que mais precisamos é conceder as melhores “armas” para os mais desavisados.



Imagem: Serendipity

Eu assisti ao programa da Marília Gabriela, entrevista com 

Ele explica que a evolução reside no inesperado, naquilo
que parece que deu errado. Toda vez que procuramos o extremamente correto e a perfeição, agimos contra o nosso próprio progresso. 

Na natureza, os animais continuam progredindo quando se
transformam pela força da adaptação. Alguns anfíbios saíram do ambiente aquático e souberam se adequar ao mundo terrestre.

Até mesmo nos relacionamentos pessoais e amorosos, é
importante aceitar os erros dos outros. A velha história de querer um príncipe e não ser exatamente a princesa chatinha ou, melhor dizendo, a moça que não existe no mundo real. Ou pior, achar que é príncipe e não passa de um sapo gosmento.

Imagem: Google

Eu acredito que relações de amor são possíveis, quando
uma pessoa é o balão e a outra é a cordinha. Se as duas forem do mesmo tipo, com certeza vai dar em nada... Ou voam enlouquecidas ou ficam atadas e mais irritadas.


Dizem que nós crescemos mais rápido no meio das crises.
Parece que este é o melhor impulso para o movimento de mudança e para alcançar a espiritualização, a comunhão com o todo.

Pois é bem no meio deste caos que estou descobrindo a
cura, o melhor caminho, a liberdade e a mim mesma como uma pessoa mais envolvida com o resto ao meu redor. Embora, nem sempre eu seja vista desta forma.

Fazer o quê? 

Minha caminhada é buscar a melhor saída. Parece que isto
é o instinto que carrego, em mim.

E a resposta é o caos, sob a ótica do amor, lógico.

Leave a Reply

Prazer em conhecer!