Vida Louca - Cazuza

Vida louca que a gente leva! Depende de quem convive conosco e de como encaramos esta viagem! Eu gosto de gente, ainda bem! Se estiver no escuro, fico euzinha, sozinha. Mas, se vejo uma pontinha de luz, sai da frente que atrás vem gente!

Resposta ao tempo - Nana Caymmi

Houve uma vez um terapeuta, que me dizia: “Você fica falando com qualquer um, esperando alguma coisa dos outros.” No início, fiquei naquela masturbação mental - Será que ele tem razão?
Então, eu dei baixa no cara, que não era pra mim. Ele que permaneça empacado na poltrona, porque eu quero é mais. Eu gosto e preciso de gente, das relações, das conversas, do cheiro, do toque, da troca e da convivência.
Maria Gadu - Trem das Onze

Quando você coloca barreiras entre as pessoas, acaba limitado e “amargo”. Seu mundinho permanece restrito e sua vidinha fica muito medíocre. É preciso conhecer idéias diferentes das suas. São novos horizontes ampliados, várias cabeças pensantes que procuram novos caminhos. 

Nossa vida só tem sentido se pudermos repartir o que temos de bom. Dinheiro, conhecimento, sentimentos ou qualquer outra coisa, que você possa dar. Já dizia o Rockefeller que a responsabilidade social é maior, à medida que você é mais rico, seja qual for a sua “riqueza”. A filha dele morou no Brasil (na favela do Jacarezinho) e contou isto, numa entrevista maravilhosa, na Globo News, para o jornalista Geneton Moraes Neto.

A gente leva da vida a vida que a gente leva Tom Jobim
E, nossa relação com os outros é o que há de mais importante! É nosso papel no ecossistema humano. 

 
Senão, pra que viemos habitar este mundinho?

Leave a Reply

Prazer em conhecer!