Amélia era uma mulher apaixonada, sem frescuras, inteligente, livre, corajosa e moderna. Uma verdadeira mulher!

Ai, que saudades da Amélia, de Ataulfo Alves e Mário Lago. Cantada por Gabriel Pensador e Fundo de Quintal.

A Amélia, da música, estava muito apaixonada! Como era descolada, não ficou fazendo joguinho de não sei e não quero. Era o homem que ela estava a fim, ficou com ele e pronto, sem exigir nada a não ser o amor. 
Como estava in love total, nem comida fazia falta (eu, quando estou apaixonada, até me esqueço de comer).
A vaidade ela tinha para se enfeitar, de ficar bonita pro homem. Mas, a vaidade besta, de se achar e fazer “doce”, ela não fazia nenhuma questão de ter. Ela ficava com quem queria e ponto final.

Era uma mulher de verdade, apoiava o cara na alegria e na dor.

Um dia, a paixão acabou, Amélia se cansou e foi viver a vida. O cara coitado, nunca se conformou e chora, até hoje, a partida da Amélia. Ela deixou o gajo pendurado no pincel.

Ele ficou na saudade!


video
Amelia é uma produção da Fox, com Hilary Swank e Richard Gere. Vìdeo: Época online

A Amelia Earhart, do filme, estava muito apaixonada! Ela se jogou de corpo, alma e coração atrás do sonho de voar. Pioneira na aviação dos Estados Unidos, ela escreveu livros e engajou-se na luta pelos direitos das mulheres. A primeira mulher a fazer um vôo solo sobre o Oceano Atlântico! Era uma mulher de verdade!

Amelia também se apaixonou e ficou com seu homem, Sr. Putnam. No dia do casamento, ela lhe entregou uma carta, onde declarou: "Eu quero que você entenda que não o prenderei a nenhum código medieval de fidelidade a mim e que tampouco me considerarei presa a si desse modo."
Como acreditava que, no casamento, as responsabilidades eram iguais para os dois, ela manteve o seu nome de solteira. Além disso, o sobrenome dela era muito mais importante (piadinha).

Um dia, Amelia desapareceu no oceano Pacífico, ao tentar realizar um vôo ao redor do globo, em 1937.

O mundo ficou na saudade!

Se você tem o nome de Amélia, neste caso, pode se achar!
Contudo, se você se chama Amélia, mas está sentindo-se menosprezada, abusada e aprisionada, fica o recado: Vai á luta, não desista jamais e força na peruca!

One Response so far.

  1. Anônimo says:

    Amei! Fiquei me achando...

    Amelia Amado

    esta droga de blogger não permite eu me logar, pra comentar!

Leave a Reply

Prazer em conhecer!