Semana passada, estávamos conversando sobre a personagem Natalie Lamour, da novela Insensato Coração. Imediatamente, alguém disparou de forma agressiva: PROSTITUTA DE LUXO! E não estava, referindo-se à outra personagem da atriz, no filme Bruna Surfistinha..
Fiquei chocada com a afirmação. Afinal, mesmo que o personagem fosse de uma garota de programa, a agressividade está em querer “diminuir” a pessoa alvejada. Como se fosse muito fácil ser garota de programa, coisa de “mulher vagabunda” Na verdade, a Natalie Lamour é mais uma sonhadora ingênua que deseja uma vida melhor..

O que me preocupa é a facilidade e rapidez do julgamento. Por acaso, não sabem que, em qualquer relação entre duas pessoas (amizade, familiar, social ou de trabalho), deve existir uma troca! Uma relação do tipo “bom e interessante pra todo mundo”. Exceto, nos relacionamentos doentios, quando só um recebe e suga. Destas relações destrutivas devemos fugir.

A pessoa, mencionada no início, é um homem, mas já ouvi muita mulher repetindo a mesma coisa. Parece que querem atirar pedras na Maria Madalena ou queimar a bruxa na fogueira.

Quero deixar bem claro que: adoro os homens! Tenho amigos, familiares e conhecidos maravilhosos.. Mas, é preocupante a quantidade de ações violentas, de homens contra mulheres. Através da divulgação de fotos/vídeos íntimos de ex-namoradas, colegas de escola ou ex-esposas; tentativas de difamar/humilhar ex-parceiras no seu círculo social, nas redes sociais da internet; o estupro, geralmente praticado por um conhecido. E, claro, a agressão dentro da própria casa, as ameaças, pressão psicológica, surras, tapas, socos, pontapés etc. Causando, algumas vezes, a morte!
Por favor, ninguém venha dizer que, esta obscenidade contra as mulheres, pode ter como causa o ciúme! Não existe desculpa no mundo para uma coisa destas. Parece que estes homens têm uma vontade de “acabar” com as mulheres. E nem podemos chamá-los de homens, para mim eles são ratos. Covardes, prepotentes, ditadores, egoístas e muito doentes.

Graças a Deus, as coisas podem melhorar, dependendo da nossa atitude. Já existem órgãos oficiais, leis, delegacias especiais e outros instrumentos de apoio, para a proteção da mulher. Dados da Pesquisa Ibope / Instituto Avon (2009) apontam que “55% dos entrevistados declaram conhecer ao menos uma mulher que já sofreu ou sofre agressões de seu parceiro ou ex.”
Então, se você conhece uma mulher sofrendo agressões, aconselhe, apóie, ampare, indique os locais apropriados para buscar ajuda e, principalmente, diga que ela merece alguém muito melhor!

video
Crédito: PH7 Filmes


P.S.: Parabéns Deborah Secco, pelos dois papéis!

10 Responses so far.

  1. Anônimo says:

    Tenho certeza que escreves com a alma, vivência, coração e razão.
    Continuo incrédula, com o preconceito, é monstruoso e absurdo.
    Esse covarde que roubou minha vida...Já se foi.
    Estou me recuperando, fortalecendo, reencontrando a mim!
    Hoje sinto com muita delicadeza, minha vida voltando.
    És sábia em teus sentimentos e colocações!
    Parabéns e muito obrigada.

  2. Estou orgulhosa de tua coragem!
    Pode contar comigo, sempre.
    beijo

  3. Zeoni Warmling says:

    Adoro ler e acompanhar o seu comentário. Fala com propriedade, sobre um assunto que conhece muito bem. Finalmente alguém teve coragem de começar a tocar em um tema tão delicado como o relacionamento sexual entre seres humanos. Muitas vezes as pessoas querem falar, mas não encontram espaço. Deste a grande largada. Oportuniza um espaço para que as pessoas possam expressar o que pensam e conhecem sobre a sexualidade. Esse assunto, que para muitos ainda é visto com indiferença e preconceito. A sexualidade, essa força poderosa que nos move e impulsiona, deveria ser cuidadosamente esclarecida, desde a mais tenra idade, independente de sexo. Respeito, é a palavra chave, que deve permear as orientações, opções e escolhas das pessoas.
    Oportunizar aos outros, uma forma de expressão, denota maturidade e sabedoria.

    Zeoni Warmling

  4. Querida Zeoni,
    Sinto-me honrada e prestigiada com teu comentário. Obrigada pela tua generosidade.
    Acho que deve haver um espaço mais interativo no blog. Minha intenção é exatamente esta: discutir, aprender e crescer.
    Beijo

  5. Anônimo says:

    ESTOU ENCANTADA COM A TUA EMOÇÃO E SABEDORIA,APESAR DE TER TIDO ALGUNS PROBLEMAS QUANDO CRIANÇA,É DIFÍCIL COMENTAR SOBRE SEXO MAS ESTOU LENDO E APRENDENDO MUITO,OBRIGADA,BEIJOS.

  6. Muito Obrigada!
    Crescer juntos, deveria ser uma das obrigações do ser humano.

    Beijo

  7. Anônimo says:

    Que respeito a Natalie teve com a esposa do banqueiro. nenhum , na verdade ela queria destruir o relacionamento familiar e conseguiu. A esposa estava fazendo o papel dela, quem chegou depois e jogou lama no relacionamento do casal e na familia inteira foi a natalie, se não existissem mulheres vagabundas, talvez não existissem homens galinhas.
    André

  8. Anônimo says:

    Natalie, o retrato de muitas mulheres de hoje, o cerebro está na região glútea. Deve ser de tanto pintar o cabelo elas ficam assim, burras, e os homens claro, se aproveitam da "ingenuidade delas". O problema e que eles ficam achando que todas as mulheres são da mesma laia.
    M.K.

  9. Anônimo says:

    Ah não tem problemas, o Cortez falou que era só um pedaço de carne que ele comprou no açougue, comeu e enjoou. Ela se vendeu não pode reclamar. Logo arranja outro e vai cair no mesmo erro. O próximo será o amigo do Cortez que está na fila.
    Mulher filé, um par de coxas bem torneadas. E a cabeça cheia de titica.

  10. Putz! Fiquei bege.
    Estes comentários só ajudam a corroborar o que eu penso. Se é que vocês me entendem.

Leave a Reply

Prazer em conhecer!